- Acesso Restrito
Inicial Sobre Nós Notícias Tarde de Campo Contato

Produzimos semente de soja Certificada e Fiscalizada padrão CESM/RS desde 1967, numa área de aproximadamente 1.200 ha. sendo parte da área irrigada, possuímos 345 ha. Irrigados, com 4 pivôs centrais. Fazemos rotação de culturas, no verão com milho, soja, capim italiano e sorgo e no inverno com aveia branca, aveia preta, trigo e triticale. Plantamos de acordo com o zoneamento agrícola e o manejo da lavoura é todo em plantio direto.

Clique aqui e conheça as nossas cultivares.

Produzimos Sementes de Trigo Certificadas e fiscalizadas, desde 1967 primando sempre pela qualidade da produção com cultivares de trigo superior.

Acredita-se que o trigo, como é conhecido hoje, seja originário de gramíneas silvestres, que se desenvolveram nas proximidades dos rios Tigre e Esfrates (Ásia), por volta dos anos 10.000 a 15.000 AC. Contudo, os primeiros registros encontrados datam o ano de 550 AC, o que leva a concluir que já é cultivado a mais de 2.000 anos. Os trigos primitivos tinham espigas muito frágeis, que quebravam com facilidade quando maduros. As sementes eram aderidas às pontas florais. Foram necessários muitos anos de seleção natural e artificial para chegar aos tipos de trigo agora conhecidos.

Clique aqui e conheça as nossas cultivares.

A cultura do milho é uma das atividades fundamentais na Fazenda Santo Isidoro da família Stedile, ocupando significativo espaço como atividade econômica e técnica (rotação de culturas). Ocupa atualmente 40% da área cultivada no verão.

A produção de milho tem como destino o consumo próprio, silagem e ração para alimentação de bovinos de leite, venda de grãos para consumo animal e humano, fábrica de rações e indústria alimentícia.

Clique aqui e conheça as nossas cultivares.

L E I T E: Produção de Leite à Pasto,com Suplementação.
A atividade leiteira já é uma tradição da Família Stedile, desde a década de 60 quando produzia apenas para o consumo da fazenda.

Em 1992 iniciou-se um projeto de investimento na pecuária leiteira,com instalações visando o máximo conforto, vacas e novilhas de alto padrão genético, ordenhadeira tipo espinha de peixe duplo 16X32 com sistema computadorizado Delaval, um resfriador de leite com capacidade de 10.000 litros e fábrica de rações com capacidade de 6 ton/hora e estocagem de 100 ton de ração pronta,6 silos para silagem de milho e pré-secado com capacidade total de 12.500 ton,e um sistema de tratamento de dejetos composto de separação de sólidos e uma estação de tratamento de efluentes(ETE), com capacidade de 50 metros cúbicos/dia, gerenciado em conjunto com os filhos, Eng. Agr. Joacir Angelo Stedile e Eng. Agr. Fernando Henrique Stedile.

Leia mais sobre nossa produção de leite.

Henrique Antônio Stedile agraciado com Medalha Assis Brasil - 13/10/2014

Henrique Antônio Stedile foi agraciado com Medalha Assis Brasil nesta Sexta-feira durante a Tarde de Campo da HS Sementes em Coxilha RS.

O produtor Henrique Antônio Stedile foi homenageado com a “Medalha Assis Brasil” nesta Sexta Feira. A cerimônia, que foi realizada na Fazenda Sando Isidoro em Coxilha, durante a realização da Tarde de Campo do Trigo, evento tradicional que acontece nesta época a quinze anos.

A solenidade foi presidida pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Claudio Fioreze. A medalha é concedida a pessoas que se destacaram por serviços de excepcional mérito na área da agricultura e da pecuária.

Stedile foi pioneiro da irrigação no Rio Grande do Sul com a instalação de pivots no ano de 1985. Iniciou na atividade agropecuária em 1959, com a aquisição da fazenda Santo Isidoro, localizada, na época, no distrito de Coxilha, município de Passo Fundo, atualmente emancipado.

Primeiramente, realizou o cultivo de trigo e soja, sendo as atividades da pecuária, gado de corte, ovinos e gado de leite, desenvolvidas somente para consumo da fazenda. Em 1967, iniciou a produção de sementes, sendo um dos precursores nessa atividade. Foi o primeiro presidente da Apassul (Associação dos Produtores de Sementes do Rio Grande do Sul), tendo presidido a entidade por três mandatos - possui a carta associativa nº 001 de 19/12/1968.

A medalha Assis Brasil, maior honraria do agronegócio gaúcho, é concedida para cidadãos que se destacaram por serviços de excepcional mérito na área da agricultura e da pecuária - Foto: Arnaldinho Souza.

O produtor Henrique Antônio Stedile foi homenageado com a “Medalha Assis Brasil” na sexta-feira (10). A cerimônia aconteceu em sua propriedade, que fica no município de Coxilha, durante as atividades do dia de campo. A solenidade foi coordenada pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Claudio Fioreze.

A medalha, maior honraria do agronegócio gaúcho, é concedida para cidadãos que se destacaram por serviços de excepcional mérito na área da agricultura e da pecuária. Stedile foi pioneiro da irrigação no Rio Grande do Sul com a instalação de pivots no ano de 1985. Iniciou na atividade agropecuária em 1959, com a aquisição da fazenda Santo Isidoro, localizada, na época, no distrito de Coxilha, município de Passo Fundo, atualmente emancipado.

Ao entregar a medalha, Claudio Fioreze, destacou os avanços na área de irrigação proporcionados pelo Mais Água, Mais Renda, programa instituído pela  Lei 14.244/2013 e considerado modelo de política pública para o restante do País. Desde a implantação do programa, o Rio Grande do Sul ampliou sua área irrigada, em culturas de sequeiro como soja, milho, fumo, feijão, hortícolas e pastagens, em 176 mil hectares. “Do primeiro pivot, com o senhor Stedile, até a implantação do Mais Água, Mais Renda, foi atingido o patamar de 105 mil hectares irrigados. Hoje, com auxílio do programa, que facilita o licenciamento, a outorga e a subvenção, essa área mais que dobrou e chegou em 276 mil hectares”, ressaltou Fioreze.

Fioreze testemunhou ainda outras inovações tecnológicas que são empregadas na propriedade de Stedile, reforçando o mérito e o pioneirismo do produtor. “O senhor Stedile é um cidadão que enxerga o futuro para construir o presente. A implantação de um sistema de irrigação na década de 1980 é uma prova disso. Aqui, em sua propriedade, outros aspectos inovadores merecem também ser destacados como: a produção leiteira, baseada em um modelo sustentável, o tratamento da água e dos dejetos dos animais, utilização de energia solar e rotação de culturas, por exemplo. É por ter esse perfil inovador que realizamos esta justa homenagem”, enfatizou Fioreze.    

Mais Água, Mais Renda

O Mais Água, Mais Renda, Programa Estadual de Expansão da Agropecuária Irrigada, foi criado com a finalidade de incentivar e facilitar a expansão da irrigação, viabilizando esta prática entre os agropecuaristas gaúchos. Aumentar a produtividade, a qualidade e a renda no campo são metas do programa, que foi instituído pela Lei 14.244/2013 e serve de modelo para o restante do País. Um dos diferenciais do Mais Água, Mais Renda  foi o instrumento de subvenção de irrigação, em que o Governo Estadual reembolsa parte do investimento privado aos produtores, com índices de 12% a 30%.

Agilidade no licenciamento ambiental e outorga prévia do uso da água para açudes de até 10 ha e áreas irrigadas de até 100 há; e o incentivo financeiro para a implantação ou ampliação do uso de sistemas de irrigação são os principais benefícios o programa.

Em toda a história da agricultura gaúcha, o estado tinha 105 mil hectares de culturas de sequeiro irrigados. Até o primeiro semestre de 2014, esse número atingiu 276 mil hectares, superando todas as expectativas.

Galeria de Imagens
 
Para mais informações, ligue grátis 0800 541 3146
 
 
Stedile Sementes

Para entrar em contato ligue grátis 0800 541 3146 ou envie-nos um e-mail henrique@stedile.com.br.

Escritório: Rua uruguai, 527 - caixa postal 532 - Fone/Fax: (54) 3311 4900
CEP 99010-110 - Passo Fundo - Rio Grande do Sul - Brasil
Desenvolvido por Webb House